Alfândega de Santos

Maior e mais importante unidade aduaneira do país, com jurisdição sobre 24 municípios (de Bertioga até a divisa com o Paraná), a Alfândega está instalada em prédio com 12.350m², de arquitetura eclética, com influência art-déco, inaugurado em 1934. Responsável pelo controle de 30% do fluxo de comércio exterior brasileiro, a repartição santista, criada em 1550, é a terceira a funcionar no país – a primeira foi em Salvador (BA) e a segunda, em São Vicente (SP).

O prédio

Patrimônio tombado pelo município, o prédio foi construído em quatro anos. É revestido de granito no térreo e conta com mais de 90 janelas, 66 delas protegidas por grades de ferro com desenhos que imitam folhas e frutos de café – eles se repetem nos seis portões e dois portais. Ao todo, são mais de 44 mil quilos de ferro apenas nos detalhes decorativos. No interior do imóvel, pilastras e escadarias em mármore importado, que forma uma estrela de oito pontas no piso; belos lustres; afrescos; vitrais e um domo com o Brasão Nacional.

Museu do Contrafeito

No Museu do Contrafeito, formado por mercadorias falsificadas apreendidas no Porto de Santos, estão bolsas, tênis, relógios, além de outros produtos falsos, muitos deles imitando marcas conhecidas.