Busca

Itineraries

Estima-se que no Brasil haja aproximadamente 1.901 espécies de aves (CBRO, 2014), sendo o terceiro maior em diversidade de espécies no mundo. O Estado de São Paulo apresenta cerca de 680 espécies. Em Santos, até o presente momento, foram inventariadas cerca de 200 espécies de aves.
 
Para que moradores e visitantes possam aproveitar esse rico patrimônio biológico, a Prefeitura de Santos, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), da Secretaria de Turismo (Setur) e Secretaria de Comunicação e Resultado (Secor), criou o Circuito Aves de Santos, um roteiro dos principais pontos para observação de aves. 
 
Áreas prioritárias para observação de aves:
 
1- Parque Zoobotânico Orquidário - Já foram observadas 56 espécies 
2- Fazenda Cabuçu - Já foram observadas 82 espécies
3- Jardim Botânico Chico Mendes - Já foram observadas 86 espécies
4- Jardins da praia - Já foram observadas 47 espécies ao longo do jardim da praia e Parque Roberto Mário Santini
5- Praça Caio Ribeiro de Moraes - Já foram observadas 35 espécies
6– Morro Nova Cintra - Já foram observadas 88 espécies
7- Teatro Municipal Brás Cubas - Já foram observadas 40 espécies
8– Pinacoteca Benedito Calixto - Já foram observadas 34 espécies
9- Engenho dos Erasmos - Já foram observadas 76 espécies
10– Ilha Diana - Já foram observadas 93 espécies
 

Fotografou uma ave?
  

Então envie sua foto para o nosso e-mail contato@turismosantos.com.br ou pelo inbox em nossa página Portal de Turismo de Santos, no Facebook.
Ela será publicada com o seu nome.
E se for um pássaro ainda não catalogado e a fotografia estiver georreferenciada, a imagem constará oficialmente do Circuito Aves de Santos.
Participe!
 
Dicas para a observação de aves:
 

1- Comece observar aves comuns no local. Atente para suas cores. Faça um desenho apontando as cores mais chamativas e pesquise para confirmar se o observado por você corresponde ao relatado por outros observadores.
 
2- Memorize os sons produzidos pelas aves. Isto ajuda muito na identificação. Treine ouvindo previamente gravações já realizadas e depois saia para conferir se aprendeu de fato a vocalização produzida pela espécie.
 
3- Permaneça em silêncio sempre que possível. Assim você pode concentrar sua atenção nas espécies, sem se dispersar com outros elementos do ambiente.
 
4- Se já existir um levantamento das espécies que incide na área onde você vai observar, estude-a antes de ir a campo. Assim, você estará melhor treinado para identificar a ave quando ela aparecer.
 
5- Vá a campo nos melhores horários de observação. Lembre-se que as aves levantam ao amanhecer do dia e recolhem-se antes do pôr-do-sol.
 
6- Evite proximidade excessiva. As aves também possuem tolerância de distância. Se você violar o seu território ela pode se defender. Além disso, há doenças que podem ser transmitidas se você entrar em contato direto com elas.
 
7- Não saia para observar sozinho. Convide sempre alguém para lhe fazer companhia e reforçar a segurança. Avise sempre onde você está indo, com quem e quando pretende voltar.
 
8- Não ofereça alimentação as aves para elas se aproximarem de você. Desta forma, elas podem se tornar vítima de outras pessoas mal intencionadas que podem se aproveitar para capturá-las.
 
9- Use roupas confortáveis, discretas, que protejam e não chamem a atenção. As aves enxergam melhor que nós e distinguem cores de uma forma única. Portanto, harmonize-se visualmente com o ambiente.
 
10- Seja persistente e determinado. No início, a observação é trabalhosa e exige dedicação, como qualquer atividade. Atente sempre para o processo de aprendizagem que ela proporciona e esqueça os resultados imediatos.
 
Código de ética do observador de aves:
 
1- Promova o bem estar das aves e de seu ambiente;
a) apoiando a proteção de habitat importante para as aves;
b) evitando estressar ou expor as aves ao perigo, comportando-se de forma cuidadosa quando em atividade de observação, fotografia, gravação sonora ou filmagem;
c) limitando a utilização de gravações ou outros métodos de atração de aves; nunca usando esses métodos em áreas intensamente utilizadas para observação ou para atrair espécies ameaçadas, em perigo de extinção ou, ainda, de ocorrência rara ou restrita no local;
d) mantendo a distância adequada de ninhos, colônias de nidificação, dormitórios, arenas de exibição ou locais importantes de alimentação. Nestas áreas sensíveis, se for indispensável uma observação demorada, filmagem, fotografia ou gravação sonora, tente usar um anteparo ou esconderijo, tirando proveito da cobertura natural;
e) utilizando com moderação luz artificial ou flash, especialmente para tomadas de curta distância;
 
2- Antes de comunicar a ocorrência de uma ave rara, avalie o potencial de perturbação para a ave, para o ambiente e para as pessoas naquela localidade e somente prossiga se o acesso à região puder ser controlado, a perturbação minimizada e, se for o caso, tiver sido obtida a permissão do proprietário da área. Os locais de nidificação de aves raras só devem ser divulgados às autoridades competentes
 
3- Permaneça nas estradas, trilhas e caminhos onde existirem, em caso contrário, procure reduzir ao mínimo a perturbação ao habitat;
 
4- Respeite as leis e o direito alheio;
a) não penetrando em propriedade privada sem autorização explícita do proprietário;
b) seguindo todas as leis, normas e regulamentos relativos ao uso de estradas e áreas públicas, tanto em seu país quanto fora dele;
c) sendo cortês em contato com as pessoas. Seu comportamento exemplar gerará boa vontade tanto em relação a outros observadores de aves, quanto às demais pessoas;
 
5- Assegure-se que os alimentadores, as caixas de nidificação e outros ambientes artificiais para as aves sejam seguros
a) mantendo os comedouros, os bebedouros, a água e os alimentos livres de impurezas, deterioração ou doenças;
b) limpando e efetuando manutenção regularmente das caixas de nidificação ou ninhos artificiais;
c) cuidando para que as aves não estejam expostas à predação por animais domésticos e outros riscos artificialmente criados, caso esteja atraindo aves em uma determinada área;
 
6- Observação de aves em Grupo, organizado ou não, requer cuidados suplementares. Cada participante do Grupo, além das obrigações referidas nos itens 1 a 5 antes mencionados, tem responsabilidades como integrante de um Grupo;
a) devendo respeitar os interesses, direitos e habilidades dos demais membros do Grupo, bem como de outras pessoas que estejam praticando esportes ao ar livre;
b) dividindo generosamente seu conhecimento e habilidade com os demais integrantes do Grupo – com as cautelas previstas no item 2 acima – com especial atenção e dedicação aos iniciantes;
c) na hipótese de identificar um comportamento pouco ético de um observador, após avaliar a situação e se achar aconselhável, oferecer a adequada orientação no sentido de fazer cessar a ação imprópria. Se, entretanto, não obtiver êxito, registre o fato e comunique às pessoas e autoridades competentes.
 
7- Caso seja Líder ou Guia de Grupo, amador ou profissional, esteja ciente de suas responsabilidades adicionais:
a) sendo um exemplo de comportamento ético, ensinando através da palavra e da conduta;
b) formando o Grupo com a quantidade de participantes que limite o impacto ao ambiente e que não interfira com outros utilizando a mesma área;
c) assegurando-se que todos os participantes do Grupo conheçam e pratiquem as regras deste código;
d) identificando e informando ao Grupo sobre qualquer circunstância especial aplicável ao local que está sendo visitado, como, por exemplo, a proibição de utilização de gravadores sonoros.
e) reconhecendo que empresas de turismo têm a obrigação de colocar o interesse do público e o bem estar das aves acima de seus objetivos comerciais;
f) mantendo registro das observações realizadas e documentando ocorrências incomuns para submeter ao conhecimento de organizações apropriadas.
 
Traduzido e adaptado do The American Birding Association’s Code of Birding Ethics (http://americanbirding.org), por Dagoberto Pinheiro das Chagas

- Orquidário
- Memorial das Conquistas do Santos F.C.
- Pinacoteca Benedicto Calixto
- Igreja do Embaré
- Escunas
- Aquário
- Baile da Praia
- Chorinho no Aquário
- Museu do Café
- Igreja do Valongo
- Igreja do Carmo
- Bonde Turístico
- Monte Serrat
- Museu de Arte Sacra
- Palácio Saturnino de Brito
- Alfândega
- Catedral
- Museu Pelé
- Casa do Trem Bélico

Roteiro de Lazer, Histórico e Cultural
 
1º Dia

 
Manhã: Orla
 
Praia e banho de mar
Passeio a pé pelos jardins da orla (o maior jardim de praia do mundo, registrado pelo Guinness Book)
Orquidário
Parque Municipal Roberto Mário Santini
Com 42.766 m², conta com playgroud, pista profissional de skate com 1.100 m², ciclovia, mesas ao ar livre para jogos
 
Almoço na área intermediária da cidade
 
Tarde: Área intermediária da cidade

 
Memorial das Conquistas, do Santos Futebol Clube
Memorial Necrópole Ecumênica (o maior cemitério vertical do mundo, registrado pelo Guinness Book)
 
2º Dia
 
Manhã e tarde: Centro Histórico
 
Complexo Turístico do Monte Serrat, com subida pelo bondinho
Linha Turística do Bonde
Palácio Saturnino de Brito
Outeiro de Santa Catarina
 
Almoço no Centro Histórico
 
Bolsa Oficial de Café e Museu do Café
Museu Pelé
Pantheon dos Andradas
Conjunto do Carmo (Convento do Carmo e Igreja da Venerável Ordem Terceira do Carmo, uma das mais antigas da cidade)
Mosteiro de São Bento e Museu de Arte Sacra
 
3º Dia
 
Manhã: Passeio marítimo
 
Passeio de escuna pela Baía de Santos (com parada para banho de mar) e pelo maior porto do hemisfério sul
Aquário Municipal
Museu de Pesca
Deck do Pescador
Museu do Mar
Museu Marítimo
 
Almoço na Ponta da Praia
 
Tarde livre
ou
Embarque em uma das linhas turísticas de ônibus Seletivo (Conheça Santos, Conheça Santos-Morros ou Conheça Santos-Zona Noroeste), em caso de passeio aos finais de semana veja os dias de funcionamento, horários, roteiro e preço.

Roteiro Histórico, Cultural e de Aventura
 
1º Dia

 
Manhã e tarde: Orla
 
Passeio de escuna pela Baía de Santos (com parada para banho de mar) e pelo maior porto do hemisfério sul
Aquário Municipal
Museu de Pesca
 
Almoço em restaurante da Ponta da Praia
 
Museu do Mar
Museu Marítimo
Passeio a pé pelos jardins da orla (o maior jardim de praia do mundo, registrado pelo Guinness Book), apreciando o entardecer
 
2º Dia
 
Manhã: Orla
 
Parque Municipal Roberto Mário Santini
Orquidário

Almoço em restaurante do Centro Histórico
 
Tarde: Centro Histórico

 
Bolsa Oficial de Café e Museu do Café
Museu Pelé
Linha Turística do Bonde
Outeiro de Santa Catarina
Palácio Saturnino de Brito
Complexo Turístico do Monte Serrat, com subida pelo bondinho
 
3º Dia
 
Manhã: Passeio marítimo
 
Passeio de barco ao Parque Estadual Marinho da Laje de Santos (com possibilidade de mergulho para os interessados)
 
Tarde: Orla
 
Passeio a pé pelos jardins da orla (o maior jardim de praia do mundo, registrado pelo Guinness Book), para apreciar o entardecer
 
4º Dia
 
Manhã: Livre
 
Almoço em restaurante do Centro Histórico
 
Tarde: Centro Histórico
 
Mosteiro de São Bento e Museu de Arte Sacra (possui o 2º maior acervo do Estado de São Paulo)
Pantheon dos Andradas
Conjunto do Carmo (visita monitorada ao Convento do Carmo e Igreja da Venerável Ordem Terceira do Carmo, uma das mais antigas da cidade)
 
5º Dia
 
Manhã: Área intermediária da cidade
 
Memorial das Conquistas, do Santos Futebol Clube
Memorial Necrópole Ecumênica (o maior cemitério vertical do mundo, registrado pelo Guinness Book)
 
Almoço em restaurante da área intermediária
 
Tarde: Orla
 
Pinacoteca Benedicto Calixto
Basílica Menor de Santo Antônio do Embaré (visita monitorada)
ou
Embarque em uma das linhas turísticas de ônibus Seletivo (Conheça Santos, Conheça Santos-Morros ou Conheça Santos-Zona Noroeste), em caso de passeio aos finais de semana.

Roteiro Histórico, Cultural e de Aventura
 
1º Dia

 
Manhã: Orla
 
Praia e banho de mar
 
Almoço na orla
 
Tarde: Centro Histórico
 
Bolsa Oficial de Café e Museu do Café
Linha Turística do Bonde
Palácio Saturnino de Brito
Outeiro de Santa Catarina
 
2º Dia
 
Manhã:
 
Museu Pelé
  
Almoço no Centro Histórico
 
Tarde: Centro Histórico
 
Pantheon dos Andradas
Conjunto do Carmo (Convento do Carmo e Igreja Venerável Ordem III do Carmo, uma das mais antigas da cidade)
Mosteiro de São Bento e Museu de Arte Sacra (possui o 2º maior acervo do Estado de São Paulo)
 
3º Dia
 
Manhã: Passeio marítimo
 
Passeio de barco ao Parque Estadual Marinho da Laje de Santos (com possibilidade de mergulho para os interessados)
 
Tarde: Orla
 
Orquidário
Parque Municipal Roberto Mário Santini
Passeio a pé pelos jardins da orla (o maior jardim de praia do mundo, registrado pelo Guinness Book), para apreciar o entardecer
 
4º Dia
 
Manhã: Centro Histórico
 
Complexo Turístico do Monte Serrat, com subida pelo bondinho
Catedral (visita monitorada)
 
Almoço em restaurante do Centro Histórico
 
Tarde: Orla
 
Pinacoteca Benedicto Calixto
Basílica Menor de Santo Antônio do Embaré
Feir'Arte
 
5º Dia
 
Manhã e tarde: Ecoturismo
 
Passeio pelas trilhas da Fazenda Cabuçú, com mergulho e banho na cachoeira
ou
Vila de Itatinga, com passeio de trenzinho
 
6º Dia
 
Manhã: Área intermediária da cidade
 
Memorial das Conquistas, do Santos Futebol Clube
Memorial Necrópole Ecumênica (o maior cemitério vertical do mundo, registrado pelo Guinness Book)
 
Almoço na área intermediária
 
Tarde: Livre
 
7º Dia
 
Manhã: Orla
 
Praia e banho de mar
 
Almoço em restaurante da orla
 
Tarde: Livre

- Orquidário
- Parque Municipal Roberto Mário Santini
- Museu de Pesca
- Museu do Mar
- Museu Marítimo
- Aquário
- Escunas
- Memorial das Conquistas do Santos F.C.
- Engenho dos Erasmos
- Bonde Turístico
- Monte Serrat
- Museu do Café
- Casa do Trem Bélico
- Museu Pelé
- Palácio Saturnino de Brito

Fui e gostei
Veja a opinião de quem já visitou a cidade e aproveitou para valer!

01/01/2011 - Visitante
Centro Histórico
Orla

Maravilhoso. É uma riqueza histórica

24/11/2010 - Visitante
Orla da praia e jardins

O por do sol, na Ponta da Praia, é fantástico. Fazendo caminhada, batendo um papo...

09/03/2011 - Visitante
Orla da praia e jardins

Parabéns, sou santista de coração ,moro na cidade há 15 anos, adoro...

24/07/2011 - Visitante
Museu da Pesca

nasci em santos, vim para são paulo, mas aqui com mais de trinta anos ainda não me...