20
set

Mississipi

Em seu aniversário de 30 anos, os Satyros encenam um espetáculo que conta a história da praça Roosevelt, onde está instalada sua sede. A narrativa acompanha o personagem-título, que tem o sonho de conhecer o estado americano em que seu nome era inspirado. Ele só consegue, no entanto, chegar até a praça Roosevelt, outro nome americano, onde integra um painel de pessoas em situação de rua. A partir disso, a trama lida com questões como intolerância, violência e pedofilia.