02
fev

Corredeira

Corredeira, solo concebido e dançado por Kanzelumuka, nasce da percepção das águas que correm para o mar e da relação do poder ancestral ligado às águas no corpo feminino. A corporeidade levada à cena tem sua origem nas tradições e saberes bantos, em especial nas danças presentes nas manifestações religiosas afro-brasileiras: congados, moçambiques e danças de minkisi - em especial às divindades femininas (muhatu) relacionadas às águas. Com a Cia Nave Gris.