Notícias

26/ 01/ 2020

No aniversário de 474 anos, Santos dá o pontapé inicial para mais quatro obras

As comemorações pelos 474 anos da cidade de Santos iniciaram neste domingo (26) no local onde começou o povoamento da então Vila de Santos: o Outeiro de Santa Catarina, que começa a ser revitalizado. A ordem de serviço foi assinada na solenidade pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa. Outras três intervenções no Município também foram autorizadas no ato solene: a reforma e restauração da Casa do Trem Bélico, a remodelação e reforma da área de lazer infantil do Parque Roberto Mário Santini (emissário submarino) e a drenagem e contenção de encostas no Monte Serrat.

  

A intervenção no Outeiro de Santa Catarina inclui a restauração das características arquitetônicas e decorativas externas, acessibilidade, atualização das instalações elétricas e hidráulicas, climatização de todos os ambientes, iluminação externa cenográfica para valorização do local e instalação de sistema de monitoramento e alarme.

  

O valor da obra é de R$ 3.243.103,58 e será custeado por meio de um Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias (TRIMCC) firmado entre a Prefeitura e a Ageo Leste Terminais e Armazéns Gerais. A execução da obra está a cargo da Construtora Tecnibrás e deve ser executada em oito meses.

  

Casa do Trem

Outra edificação de importância histórica para a Cidade, a Casa do Trem Bélico passará por restauração das fachadas, recomposição de portas e janelas, reforma do telhado e beiral, limpeza e recuperação da rampa, gradis e escada caracol interna; troca do vidro da cobertura que interliga o prédio principal ao anexo; envernizamento do piso e teto de madeira; substituição da iluminação externa; implantação do sistema de monitoramento por câmeras e remodelação da calçada do entorno. Ao custo de R$ R$ 549.538,06, a intervenção será conduzida pela Construtora Tecnibrás durante 4 meses.

 

No Monte Serrat, a intervenção vai revitalizar a escadaria principal do morro com obras de contenção, muros de arrimo e drenagem, além de recomposição do piso e impermeabilização de canaletas. Os corrimãos serão substituídos por novos e lixeiras de concreto serão instaladas. Ao custo de R$ 2.907.000, será realizada ao longo de 18 meses pela Construtora Interiorana, com verba do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur), do governo do Estado.

     

As três obras integram o Programa Novo Centro Velho, que prevê um conjunto de serviços de conservação e restauro orçado em R$ 44 milhões para revitalizar prédios públicos do Centro Histórico de Santos: Teatro Guarany, Casa da Frontaria Azulejada, Armazém de Bagagens, Rodoviária Municipal, Teatro Coliseu, Arquivo Histórico Municipal e escadaria do Mosteiro do São Bento.

 

José Menino

Já a garotada que frequenta o playground no Parque Roberto Mário Santini terá uma área de lazer reformada e com total acessibilidade dentro de 60 dias. A intervenção será realizada pela empresa Batista e Oliveira Construções e Reformas, ao custo de R$ 240.410,32.

    

Imagem: Susan Hortas